16 de jul de 2013

Pearl Jam



    De começo, na época em que a banda surgiu, eu não ia com a cara deles talvez por causa da cara de maníaco do Eddie Vedder. Depois, acabei gostando de "Alive" e "Even Flow". Então ouvi melhor o disco Ten e gostei de outras.
     Acompanhei o segundo e terceiro lançamentos e depois parei, por falta de oportunidade e interesse mesmo.
     Ouvi um sucessinho aqui e ali, vi um bom show que passou na Band lá por 2000, e agora resolvi conhecer a obra toda.
     Baixei a discografia. E essa é minha conclusão:

Ten - Nota 10 (sem trocadilho, o título foi apropriado), irretocável. Destaques: as acima citadas e também Porch, Jeremy e Black.



VS - Nota 10, irretocável. Destaques: Animal, Rearviewmirror, W.M.A.



Vitalogy - Nota 7, algumas músicas estranhas e barulhentas demais. Destaques: Better Man, Nothigman, Whipping, Corduroy.








 
No Code - Nota 5, algumas muito chatas, paradas demais, surge outra sonoridade. Destaques: Hail Hail, Habit, Around The Bed.

 
Yield - Nota 6, melodias melhores, algumas paradas demais. Destaques: Brain Of Jay, Do The Evolution, Given To Fly, Many Fast Cars.


 
Binaural - Nota 4, muito leve e dispensável. As pesadas não agradam. Salvam-se algumas das muitas baladinhas. Destaques: Rival, Thin Air, Soon Forget.


 
Riot Act - Nota 3, sonoridade fraca e confusa. Destaques: Save You, I Am Mine, Green Disease.


 
Lost Dogs - Nota 6, com regravações e B-sides. Disco 1 quase todas boas. Disco 2 quase todas ruins. Destaques: Hitchhiker, Don't Gimme No Lip, Last Kiss, Yellow Ledbetter.


 
Pearl Jam - Nota 8 (perto dos últimos tá bem melhor), retomando o caminho, peso e melodia começam a encaixar novamente. Destaques: World Wide Suicide, Come Back, Marker In The Sand.


 
Backspacer - Nota 9,5 - uma ou outra não agradam. Mas é recheada de cadidatas a hits: Gonna See My Friend, The Fixer, Just Breathe, Johnny Guitar, Unthought Known.

 
Discos ao vivo: baixei apenas os "mais oficiais": Live On  Two Legs e Live On Ten Legs - covardia, trazendo as melhores da banda, não têm como ser ruins. 





Singles: do filme Singles: Breath e State Of Love And Trust - ótimas.

Precursores do Acústico Mtv, numa curta apresentação (só haviam lançado o Ten).


Conclusão geral: Banda ousada e com muita personalidade, não usam fórmula pra agradar ninguém. Tanto que no começo da carreira se afastaram da mídia e nem quiseram fazer mais videoclipes depois do sucesso estrondoso do 1º disco. Estão aí pela música e provam isso. As experimentações parecem realmente traduzir um estado de espírito de seres humanos, que ora explodem em raiva, ora choram, e às vezes erram também.Seu som está em constante transformação e (que bom) reformulação, que acabou dando uma volta completa e parece ter achado o equilíbrio perfeito nos últimos trabalhos.

Um comentário:

Bel Dourado disse...

nossa eu curto pearl jam, quase todas as músicas que vc colocou como destaque estão no meu cel heheheh bom gosto é de família!